Notícias

União e Glórias

[ Temporada 2019 ] Lorella – Nova Nutricionista Locomotives

O Palmeiras Locomotives tem o prazer de anunciar sua nova Nutricionista para a temporada de 2019, a Dra. Lorella Barbi.

Batemos um papo com nossa Nutricionista Esportiva, sobre suas experiências no mundo esportivo e do Futebol Americano e a respeito de assumir a parte nutricional dos atletas do Locomotives e o que esperar da temporada 2019.

Nos conte um pouco da sua trajetória até aqui.
Dra Lorella: Eu me formei no início de 2015 e logo comecei a atuar em consultório. Em 2016 finalizei a pós graduação em Nutrição Clínica e Metabolismo. Em seguida, decidi me aprofundar mais na área esportiva, iniciando uma segunda pós-graduação, em Medicina do Esporte e do Exercício Físico. O futebol americano é o meu esporte favorito e optei que meu trabalho de conclusão de curso fosse sobre esse tema, então entrei em contato com a presidência da Ponte Preta Gorilas com o meu projeto. Fui muito bem recebida e quando concluí a pesquisa, me convidaram para fundar o Departamento de Nutrição da Ponte Preta.

No fim de 2017 dei início ao trabalho e desde então, cuido pessoalmente do tratamento dos atletas. Tive total liberdade para criar protocolos e inserir estratégias individualizadas no time. No início desse ano fui convidada para assumir a nutrição do Palmeiras Locomotives, onde pretendo aplicar meu conhecimento para desenvolver os jogadores e garantir uma boa colocação para o time.

Em relação à nutrição, o que você acha do FA no Brasil?
Dra Lorella: Acredito que estamos caminhando para que o cenário melhore, uma vez que os coachs estão mais conscientes sobre o papel da alimentação e o desempenho do jogador em campo. Vejo com positividade e acredito que em breve, teremos nutricionistas compondo a Comissão Técnica de grande parte dos times do país.

De que modo a nutrição pode interferir no rendimento dos jogadores em campo?
Dra Lorella: O desempenho esportivo está relacionado a uma série de adaptações do organismo. Desse modo, a dieta é capaz de potencializá-las, garantindo que o atleta atinja os objetivos que deseja. É através da comida que o corpo recebe os nutrientes adequados para que os tecidos sejam reparados e se desenvolvam, gerando como produto final a velocidade, força e resistência para o esportista.

Qual a importância da individualização da dieta? Por quais motivos não podemos ter um plano alimentar geral para atletas de futebol americano?
Dra Lorella: Cada ser humano é único: possui rotina, biotipo, possibilidades e gostos diferentes. Tratar todos com a mesma estratégia é como ter uma sapato número 35 e pedir que tanto pessoas de 1,50m, quanto as de 1,90m sirvam nele e se sintam confortáveis.
A individualidade garante que o atleta receba aquilo que precisa em todos os quesitos e para que isso aconteça, a dieta precisa se encaixar em sua rotina.
Para praticantes de futebol americano, isso fica ainda mais importante, uma vez que existem posições diferentes que pedem composições corporais e atividades distintas. Por exemplo: o percentual de gordura corporal pode variar de 12% a 29% e, enquanto algumas posições pedem velocidade, outras precisam de potência. Sendo assim, além de adequar a composição corporal, ainda é necessário traçar planos para que ocorra a melhoria da característica predominante de cada posição ocupada.

Um atleta pode correr riscos se optar por tomar suplementação por conta própria?
Dra Lorella: Sim, todo excesso predispõe o jogador a riscos. Pelos anos de prática clínica, posso dizer que só a minoria precisa utilizar suplementos para atingir bons resultados. A comida faz, de maneira eficaz o que se propõe, precisando somente ser ajustada de acordo com as necessidades de cada um. Além disso, a literatura científica já é bem clara sobre suplementações feitas de maneira errada e demonstra diversos efeitos colaterais (inclusive graves), associados ao mau uso dessas substâncias.

O segredo está no equilíbrio, sempre procure um profissional para saber se realmente sua rotina pede o uso de suplementos. Você pode descobrir que comer alguns ovos pode ser muito mais eficiente do que gastar R$180,00 em um pote de suplemento proteico.

 

Como nova integrante da Comissão Técnica do Palmeiras, qual a sua expectativa pra essa temporada?
Dra Lorella: Minha expectativa é tornar os atletas mais ágeis, fortes e resistentes, assim como reduzir as lesões causadas por fatores que são facilmente corrigidos pela dieta. Espero que a inserção da nutrição seja um dos gatilhos para que o time faça uma boa temporada e assim, atinja os objetivos planejados por toda a comissão técnica e diretoria.

Leave a Reply