Notícias

União e Glórias
Conferência Sudeste - Game #1

Palmeiras Locomotives estreia na Liga Nacional de Futebol Americano!

Iniciada em 2014, a Liga Nacional de Futebol Americano é intitulada como a 2ª Divisão do novo sistema adotado pela Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA). Com 30 equipes, 10 vagas e 60 jogos, até o fim da temporada regular, as equipes são separadas em três conferências: Sul, Sudeste e Centro-Oeste. As conferências são divididas em grupos de 5 times cada.

Neste final de semana, dias 15.07 e 16.07, 18 equipes darão o kickoff, em busca de uma vaga nos playoffs!

O Palmeiras Locomotives está na Conferência Sudeste no Grupo D que é composto pelas seguintes equipes:
BETIM Bulldog’s Futebol Americano, Juiz de Fora Imperadores ,Macaé Oilers, Palmeiras Locomotives e Ocelots Futebol Americano. Esse grupo é repleto de novatos, mas nem por isso o torna fraco. Este deve ser um dos grupos mais equilibrados da Liga Nacional.

Helmet Locomotives

Locomotives faz sua estréia no domingo jogando, às 10h da manhã, contra o Betim Bulldog’s Futebol Americano, em partida a ser realizada no Campo Vera Cruz em Betim-MG, com transmissão ao vivo pela página da equipe de Betim do facebook.

Por ser sua estréia e primeira participação em um campeonato nacional, toda a Comissão Técnica do Locomotives está otimista e respondeu algumas perguntas sobre o campeonato, a trajetória e a preparação do time:

LUIZ PAULO
PRESIDENTE

Após um ano de desenvolvimento, conquista de um título ano passado, a chegada de reforços de outros times este ano, como está o sentimento e a expectativa para a estréia do time na liga nacional?
A expectativa vem alta. Os investimentos feitos no desenvolvimento da equipe, as parcerias que concretizamos, os jogadores que vieram, sem dúvida, me deixa com a expectativa de chegarmos mais longe do que esperávamos quando resolvemos participar da Liga Nacional. Espero que, nos quatro jogos da primeira fase, o time encontre as vitórias necessárias para chegar aos playoffs.

Como Presidente do Time, o que você espera e projeta para este e os próximos anos?
O planejamento de todas as equipes são sempre feitos com anos de antecedência, e esse ano não será diferente. Acredito que em breve, o time do Palmeiras Locomotives estará entre os grandes do Estado, e tendo uma projeção nacional maior do que imaginamos. Conto com uma diretoria muito competente e uma comissão técnica que sabe aonde quer chegar. Espero que, em 5 anos, sejamos um dos expoentes no país.

Como você vê o Locomotives no atual cenário de FA?
Hoje o Palmeiras Locomotives é um time que vem crescendo, a cada dia está mais forte e, após a chegada dos novos atletas, irá fazer bonito na Liga Nacional.

O que os adversários podem esperar do time, da CT e dos jogadores?
Com certeza, eles podem esperar um grupo equilibrado, bem treinado, uma CT competente e um time que vai dar trabalho.

Por último, deixe uma mensagem para todos os jogadores e torcedores neste início de campeonato.
Aos jogadores, desejo uma boa sorte, que joguem com muita garra, vontade de vencer e que entrem em campo para dar o seu máximo, pois assim.o time irá longe e eles alcançarão suas vitórias. Que façam bons jogos, boas viagens e voltem para casa com a sensação de dever cumprido.
Aos torcedores, posso dizer que virão grandes emoções, teremos momentos históricos, além de novos produtos e outras novidades muito em breve.

ANDRÉ CHINA GASSUL
HEAD COACH

Com toda a sua experiência, como foi assumir o Locomotives como HC?
Foi uma grande honra! Está sendo um grande desafio e também um aprendizado. Ser Head Coach não é só ensinar mas também aprender muito com todos os coaches e atletas.

Qual o sentimento de comandar o time em sua estréia em uma liga nacional?
É um sentimento muito especial, trabalhamos duro para chegar até aqui e vamos continuar trabalhando muito para fazer um ótimo campeonato.

Como você vê o Locomotives no atual cenário de FA?
É sem duvida um time em plena evolução. Do ano passado para cá, conseguimos evoluir em alguns aspectos, e para esse campeonato a expectativa é de ver na prática o resultado dessa evolução.

O que os adversários podem esperar do time, da CT e dos jogadores?
Podem esperar um time bem competitivo, que joga muito duro e luta até o apito final em busca da vitória.

Por último, deixe uma mensagem para todos os jogadores e torcedores neste início de campeonato.
O Palmeiras Locomotives está vindo forte, com reforços de peso que somado ao elenco que já estava no time formou uma equipe muito competitiva e com certeza vamos fazer de tudo para honrar a nossa torcida.

ALAOR PANZER JUNIOR
COORDENADOR DEFENSIVO

Com toda a sua experiência, vindo de outros times adversários, como foi assumir o Locomotives como Coordernador Defensivo?
Primeiro que é uma honra suceder um cara como o Coach Chiplay e como o trabalho dele foi muito bem feito a transição foi muito tranquila, então tem sido um enorme prazer estar aqui e poder ajudar no desenvolvimento da equipe e na defesa em especial.

Qual o sentimento de comandar a defesa do time em sua estréia em uma liga nacional?
Olha posso dizer que é um misto de alegria e preocupação. Alegria por fazer parte desse momento histórico mas preocupação por saber que seremos exigidos como nunca e temos que estar preparados para os desafios que teremos daqui pra frente.

Como você vê o Locomotives no atual cenário de FA?
Um time em franca ascensão. Desde a conquista da Freedom Four Cup ano passado que o time vem mostrando uma evolução muito grande. Infelizmente a nossa campanha na SPFL não refletiu o nível atual da equipe mas é só ver o número de jogadores que se juntaram a equipe pra entender que vamos dar muito trabalho na Liga Nacional.

O que os adversários podem esperar do time, da CT e dos jogadores?
Os melhores adversários que eles vão encontrar.

Por último, deixe uma mensagem para todos os jogadores e torcedores neste início de campeonato.
Estamos entrando nesse campeonato com um objetivo bem definido e vamos lutar com todas as nossas forças pra alcançá-lo. Queremos o acesso e o título da liga!!!
#uniaoeglorias

RODRIGO MATTOS
COORDENADOR OFENSIVO

Com toda a sua experiência, vindo de outros times vitoriosos, como foi encarar este desafio e assumir o Locomotives como Coordenador Ofensivo?
Para mim, é totalmente novo estar em um time tão jovem. Temos um imenso potencial, já identificado, a desenvolver. Eu sempre gostei de trabalhar em equipes com vocação de desenvolvimento de atletas, pois isso garante nossa renovação e evolução constante de nossa equipe. O modelo Locomotives de gestão me motiva muito. Aqui, CT e diretoria atuam em prol do nosso time, sem vaidades ou trabalhos em causa própria. Com este exemplo vindo de cima, fica fácil frear qualquer vaidade no nosso ataque. Sinceramente, fazia muito tempo que não me sentia tão feliz em uma equipe como me sinto hoje. Fui muito bem recebido e estou trabalhando para retribuir à altura.

Qual o sentimento de estar junto com o time em sua estréia em uma liga nacional?
Eu tenho muito orgulho disso. Tive oportunidade de participar de momentos importantes de outras equipes e o meu único sentimento é o do compromisso com meus irmãos de time, de trabalhar duro para pontuar em todas as oportunidades que tivermos.

Como você vê o Locomotives no atual cenário de FA?
Eu vejo o Locomotives como um time em constante desenvolvimento. Um projeto sério que vem dando passos curtos e firmes em direção ao topo. Hoje já estamos começando a chamar a atenção e incomodar. Se mantivermos os pés bem firmes no chão, conseguiremos atingir nossos objetivos e ser parte da elite do FABR.

O que o senhor espera e almeja da disputa da LBFA este ano?
Acho que há times que estão crescendo, também. Equipes que, hoje, estão à nossa frente, até por suas histórias no esporte. Mas, eu costumo dizer que só vou ao jogo para vencer. Ainda não sabemos quão grandes podemos ser e este nacional será nosso primeiro teste real, pois o time já é outro, se comparado ao time que jogou a SPFL.

Por último, deixe uma mensagem para todos os jogadores e torcedores neste início de campeonato.
Aos jogadores, vocês sabem que minha função é servir a vocês e que nossa maior força é o coletivo. Não temos estrelas ou jogadores com privilégios, pois nossa estrela maior é o coletivo forte. Cada vez que a bola chega à end zone adversária, sabemos que tivemos 11 jogadores em campo trabalhando para isso. Não fomentamos o estrelismo e isso só fortalece nosso grupo.
Para a torcida, quero dizer que foi um prazer imenso estar com vocês na minha estreia, na despedida da SPFL, e quero vê-los sempre no estádio, fazendo aquela festa linda que fizeram no último jogo. Podem ter certeza de que sempre estaremos honrando as cores da Sociedade Esportiva Palmeiras, onde quer que estejamos.

THIAGO LEMES CHIPLAY
ASSISTENTE HEAD COACH

Com toda a sua experiência no FA, jogando em outros times, como foi deixar de ser jogador e assumir o projeto do Locomotives como Coordernador Defensivo ano passado e agora voltar para os campos como jogador?
Foi um bom desafio, pois vontade sempre tive, nos times que passei sempre tentei aprender o máximo possível, na internet em livros, para poder levar conteúdo para os meus companheiros de equipe. Como capitão de defesa, sempre absorvi muito dos meus treinadores, pois acredito que cada ensinamento é único e não queria perder informação, quando me vi na situação de líder de uma defesa, minhas experiências anteriores me facilitaram o desafio, encontrei uma defesa muito madura e pronta para o aprendizado, e se tornaram filhos, com suas rebeldias, mas sempre com muito respeito, contei com a ajuda do coach China com uma ótima parceria e com coach externo como o Dan Muller. Deixar de ser jogador não foi nada fácil, mas necessário naquele ano, pois sabemos que o esporte amador cobra seu preço e muitas vezes quem mais sofre é a família, eu queria ter mais tempo com minha esposa e filha, pois chegava dos treinos e jogos quebrado, querendo cama para descansar, e isso não dava tempo nenhum de lazer com elas, em 10 de julho fiz minha última partida jogando pela excelente equipe do storm a qual infelizmente tivemos uma derrota na final da SPFL, mas agora 1 ano depois surge a oportunidade de voltar aos campos em definitivo pois fiz uma participação relâmpago em uma partida da SPFL contra minha ex-equipe, foi ali que reacendeu a chama de estar em campo novamente. O mais triste foi ter que passar o bastão da defesa, mas sem qualquer mimimi, passei para um coach a qual confio muito, o Coach Alaor, que vem dando continuidade ao nosso trabalho, até com mais experiência como coach por já exercer isso a algum tempo, chegou como meu auxiliar, mas como surgiu a oportunidade de voltar aos campos, não pensei duas vezes, ele era o cara para assumir isso e possivelmente serei comandado por ele apesar de estar jogando no time de ataque, não descarto poder jogar na defesa futuramente.

Qual o sentimento de alinhar novamente na scrimmage, junto com o time na estréia da liga nacional?
Yeahhhh. Esse é meu sentimento! Estou muito feliz em voltar e ainda atuar em uma posição que adorei quando joguei em uma das minhas ex-equipes no passado. Tight End é uma posição que tenho muito amor em exercer, ainda não consegui atingir o físico que desejo depois de 1 ano de férias comendo de tudo e sem atividade (risos), mas logo irei atingir, pois com a ajuda da academia Runner, Crossfit Mooca, nutricionista Felipe Donatto, Personal Johnny Santos, as metas se tornam sólidas em busca do resultado ou objetivo, por isso tenho que agradecer as oportunidades. Tenho que agradecer também meus coachs Mattos e China por acreditarem na minha volta, estou super feliz com nossa CT, pois ela é real, não tem fake, lá tem briga e risadas, seriedade e descontração, coach Mattos vem apostando muito na minha volta sempre me dando o suporte necessário, não me privilegiando, mas me tratando como igual e isso me dá força para competir e ser exemplo, coach China é irmão, tivemos uma relação ótima ano passado e continuamos tendo por isso, apesar de voltar aos campos a pedido do HC China eu sou seu auxiliar, ajudando sempre que necessário.

Como você vê o Locomotives no atual cenário de FA?
O Locomotives é o time que as pessoas estão aguardando resultados, pois fez uma campanha que surpreendeu na SPFL, não contou com muitas vitórias mas foram derrotas em nível de times competitivos, não fez aquela campanha amarga como a do ano passado e ganhou o respeito dos adversários. Agora com reforços, entra na liga nacional para disputar título e isso é mais importante do que apenas competir, carregar uma bandeira de soccer não é fácil, já vivi isso antes e sei como é a pressão, então agora é recompensar os fãs com boas vitórias e chatear os que torcem contra.

O que os adversários podem esperar do time, da CT e dos jogadores?
As equipes adversárias devem esperar boas partidas e não abaixar a guarda pois a locomotiva já partiu! A CT tem compromisso com a equipe e os jogadores reconhecem isso, por isso estamos bem unidos, cada vagão sabe como se comportar criando uma ótima unidade em campo, respeito sempre meus adversários antes e depois das partidas, mas durante torço para ouvir muito barulho de capacetes e pads, e o ditado popular já diz “que vença o melhor”, e que o melhor seja o Locomotives.

Por último, deixe uma mensagem para todos os jogadores e torcedores neste início de campeonato.
“Família”! Seja você torcedor, familiar, jogador, diretor ou membro da CT, vamos esquentar esses trilhos para que nada possa atravessar eles, pois cada um tem seu valor nessa estrada, e sabemos que juntos e somente juntos vamos alcançar a estação final, carregando ótimas experiências e o mais importante o título, por agora precisamos dessa energia para nosso primeiro jogo e que essa energia chegue ao campo conosco. #vamovoar

RENAN SCHROTER
HEAD COACH - DESENVOLVIMENTO

Como foi aceitar inicialmente o convite do Locomotives e assumir um cargo na Comissão Técnica como auxiliar da defesa?
Foi um grande passo para mim, um que dei com muito prazer e com a certeza de estar me tornando parte de uma equipe incrível. Acredito que fazer parte dessa CT é uma das coisas mais importantes que farei em minha carreira como treinador.

Qual o sentimento de estar junto com o time em sua estréia em uma liga nacional?
É algo muito novo. Participei como jogador de uma liga nacional no passado e o sentimento não poderia ser mais diferente. É com muito orgulho e felicidade que vejo os atletas que eu treinei e ensinei jogando nesse nível.

Como você vê o Locomotives no atual cenário de FA?
É uma organização com um potencial imenso. Se esse potencial for alcançado, será uma das referências de futebol americano no país.

Você comandará, junto com o auxílio do Coach Lucca, a formação do time de desenvolvimento do Locomotives, como está encarando este novo desafio?
Ainda que já tenha treinado atletas de desenvolvimento antes, o tamanho do que será esse projeto é novo para mim. Acredito que com muito profissionalismo e dedicação serão alcançados bons resultados.

Por último, deixe uma mensagem para todos os jogadores e torcedores neste início de campeonato.
Aos jogadores digo: o lugar que é de vocês por direito está ao alcance, aproveitem a oportunidade e o agarrem com todas as forças! Aos torcedores, não percam um instante sequer, vocês não se arrependerão.

LUCCA FELIPE
AUXILIAR HEAD COACH - DESENVOLVIMENTO

Como foi aceitar inicialmente o convite do Locomotives para assumir um cargo na Comissão Técnica como auxiliar da defesa?
Assumir o cargo de auxiliar defensivo foi muito gratificante, por já conhecer o trabalho do Coach Alaor e Coach Chiplay. Mesmo sabendo que as coisas não funcionariam da maneira que imaginava, ainda mais por ter só a experiência de jogador, hoje busco minha evolução constante com a ajuda dos coachs, como um estágio, quero evoluir buscar conhecimento e o Palmeiras me proporciona tudo isso, espero estar em constante evolução juntamente com o time.

Qual o sentimento de estar junto com o time em sua estréia em uma liga nacional?
O sentimento que marca é de que podemos fazer história, e com toda certeza vamos fazer história. É um sentimento de alegria e imensa gratidão em caminhar junto com grandes jogadores, diretores e comissão técnica.

Como você vê o Locomotives no atual cenário de FA?
O Palmeiras Locomotives no atual cenário do FA esta mostrando ser o time da evolução, o time que saiu do quase para a glória, e hoje possui um dos melhores elencos do FA estadual e em breve do nacional.

Você recentemente ficou responsável, junto com o Coach Guga pela formação do time de desenvolvimento do Locomotives, como está encarando este desafio?
Me sinto honrado pelo desafio, a 4 anos o Coach Fabio Marin Jr e o Coach Chiplay aceitaram o mesmo desafio de formar jogadores, então pela minha base, me sinto honrado em buscar grandes talentos num esporte em que muitos não levam como um estilo de vida, uma vez me disseram uma frase que me marcou – “Antes você tinha que jogar para depois ter SWAG hoje o SWAG vem antes de você mostrar o seu valor” – e esse pensamento que eu quero tirar da cabeça dos atletas futebol americano. Não é moda é um estilo de vida, com esse pensamento iremos formar grandes jogadores, uma nova safra não só para o Palmeiras Locomotives mas uma nova safra para o Brasil.

Por último, deixe uma mensagem para todos os jogadores e torcedores neste início de campeonato.
Para todos jogadores eu quero pedir uma coisa, acreditem, acreditem sempre que podemos, somos todos um só coração em campo, acredite que somos capazes, heróico no ardor da partida ostentar sua fibra, levarmos o Palmeiras Locomotives para o seu alto patamar, sempre se doando mais do que 100%. Para os torcedores eu peço que continue nos apoiando em todos os jogos pois esse ano será o nosso ano. Sempre com vibrações positivas e com o apoio de todos vocês iremos além, somos todos um só jogador, uma só alma, uma só torcida e um só coração.

Leave a Reply